Brasão

 BRASÃO DA ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL

A ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL é a entidade cultural dos economistas. A ela compete difundir a cultura econômica, Nesta página estamos contando um pedacinho da história da entidade que foi fundada em 1935. É a história do brasão da entidade que, como veremos a seguir, tem a ver com o local onde se formaram seus fundadores - A FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DE SÃO PAULO.
 

OS ELEMENTOS COMPONENTES DO BRASÃO


Um dos elementos do brasão da Ordem dos Economistas do Brasil é representado pelo desenho reproduzido ao lado. Trata-se do CADUCEU. 

O CADUCEU é um bastão entrelaçado com duas serpentes. Na parte superior podem estar (mas não necessariamente estão) duas pequenas asas ou um elmo alado (armadura antiga para a cabeça). Sua origem se explica racional e historicamente pela suposta intervenção de Mercúrio diante de duas serpentes que lutavam as quais se enroscavam em seu bastão. Os romanos utilizavam o CADUCEU como símbolo do equilíbrio moral e da boa conduta: o bastão expressa o poder; as duas serpentes, a sabedoria: as asas, a diligência; o elmo é emblemático de pensamentos elevados.
 

Existem também outras interpretações relacionadas ao CADUCEU. A Antigüidade, inclusive a grega, atribuiu poder mágico ao CADUCEU. Há lendas que se referem à transformação em ouro de tudo que era tocado pelo CADUCEU de Mercúrio.

O brasão da ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL também tem um pergaminho com duas penas que encobre uma parte do CADUCEU. É o CODEX. Consta que o CODEX apareceu no século IV D.C. É um pergaminho que tem as suas duas faces utilizadas ou manuscritas. Em formato moderno seria um livro. O CODEX acompanhado pelas duas penas representa o registro dos conhecimentos adquiridos, o registro do que foi pesquisado. Referido registro, quando levado ao conhecimento do público, representa a difusão do conhecimento. A ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL é a entidade que difunde o conhecimento, a cultura econômica.
 

Outro elemento encontrado no brasão da ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL é o RAMO DE LOUROS. Referido elemento denota honra e vitória.
 

A HISTÓRIA DO BRASÃO DA ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL

Realizamos pesquisas com o objetivo de resgatar a história sobre a origem do brasão da ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL. Analisamos documentos antigos, verificamos fotos dos arquivos da instituição e também visitamos a Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo - FECAP, onde se formaram, no ano de 1934, os fundadores da nossa entidade.
 

Os documentos e fotos revelam que a história do BRASÃO DA ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL está intimamente relacionada à história do brasão da FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DE SÃO PAULO (também conhecida como Escola de Comércio Álvares Penteado). 


No livro "História da Ordem dos Economistas de São Paulo (1935-2000), Ensino, pesquisa e profissão do economista em São Paulo", editado por iniciativa da gestão do Presidente Ibrahin João Elias e publicado na gestão do Presidente Sideval Francisco Aroni, encontramos fotos (páginas 20, 30, 31 e 36) que estão relacionadas à história do brasão. São fotos da fachada da Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo, dos formandos e de cartão da década de 40, do Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo - Ex Ordem dos Economistas de São Paulo. A fachada da Escola de Commercio Álvares Penteado, por exemplo, tem vários ornamentos alusivos ao referido brasão. 


A partir da leitura de uma fachada ...

No Largo São Francisco, em São Paulo, existe um belíssimo complexo arquitetônico do qual fazem parte a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, a Escola de Comércio Álvares Penteado e a Igreja de São Francisco. A Escola de Comércio é a nossa referência. 

Quando visitamos e contemplamos o prédio projetado pelo arquiteto CARLOS EKMAN, prédio de número dezenove do Largo São Francisco em São Paulo, entre as Ruas Benjamin Constant e Senador Feijó, observamos que a sua fachada está cheia de símbolos. Referidos símbolos são apresentados de forma separada. Na fachada principal, no Largo São Francisco encontramos, elaborados em relevo, o CADUCEU e o ELMO ALADO. Ao subirmos as duas escadarias principais encontramos separadas, em cada uma delas, as inscrições COMÉRCIO e INDÚSTRIA. Nas paredes laterais do prédio, na Rua Senador Feijó e na Rua Benjamin Constant, encontramos o ELMO ALADO e o RAMO DE LOUROS. 


...a interpretação sobre a representatividade do prédio...

A leitura atenta dos símbolos da fachada da Escola de Comércio Álvares Penteado nos induz a refletir que o prédio é o local no qual os pensamentos elevados (ELMO ALADO) devem ser concentrados na compreensão dos fundamentos necessários para a geração de
riqueza (CADUCEU) e que o conhecimento adquirido deve ser utilizado com honra (RAMO DE LOUROS) de forma a assegurar que o objetivo maior que representa a vitória (RAMO DE LOUROS), o bem estar social, seja alcançado. 
 

... e a união dos símbolos que geraram um Brasão

Já na foto de formatura da turma de 1934 encontramos a união dos símbolos da fachada da Escola de Comércio Álvares Penteado. A eles também foi adicionado o CODEX. Uma vez formados, os fundadores da ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL passaram a ser agentes de difusão da cultura econômica. Os símbolos abaixo, todas da Escola de Comércio Álvares Penteado e da Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo, mostram a evolução do brasão da ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL.

                        

 


O TEMPO PASSOU E O BRASÃO PRECISA SER RESGATADO. TAMBÉM DEVE PASSAR POR UMA RELEITURA


Se a história não for preservada as imagens se deformam. Foi o que aconteceu com o símbolo da ORDEM DOS ECONOMISTAS. O CADUCEU não era identificado no brasão que estava sendo utilizado. As penas que acompanhavam o CODEX haviam se transformado em um desenho ilegível... Vejam na figura ao lado como era o brasão utilizado pela ORDEM até o ano de 2004.

...E o brasão da ORDEM DOS ECONOMISTAS foi se tornando ilegível com o passar do tempo. Infelizmente até boa parte do século passado não havia como registrar cada um dos elementos do brasão. Não existiam os recursos de fotografia e de informática que hoje preservam detalhes com precisão. Daí a realização dessa rápida pesquisa que possibilitou a releitura do brasão. O momento é muito apropriado devido ao fato de que a ORDEM acaba de completar setenta anos de existência. Nesse sentido, lembramos que um artista plástico poderia nos auxiliar em referido processo. Tratava-se de WALDO BRAVO, chileno, um artista reconhecido internacionalmente.
 

Competiu a WALDO BRAVO, que além de artista plástico é também artista gráfico premiado e muito citado por vários críticos de arte, restaurar o brasão original da ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL. Após analisar documentos e verificar se todos os critérios da heráldica estavam sendo observados o artista WALDO BRAVO corrigiu todas as distorções que o nosso símbolo sofreu ao longo do tempo. O artista também deu cores ao brasão, sem deixar de observar os critérios técnicos. Finalmente, abaixo do brasão foi inscrita a expressão "Desde 1935". O resultado final é o brasão que reproduzimos a seguir. 
 




Endereço:
Viaduto Nove de Julho - 1º andar
Bela Vista - CEP: 01050-060
São Paulo - SP
Telefone: (5511) 3291-8735